Trade Marketing 2019: 5 tendências e inovações que você precisa conhecer

Trade Marketing 2019: 5 tendências e inovações que você precisa conhecer

No Brasil, o Trade Marketing ficou mais conhecido na década de 90, em um cenário de mercado aquecido e indústrias necessitando de estratégias para aumentar as vendas e otimizar a atuação nos canais de distribuição.

O aumento da competitividade entre os varejistas e a indústria fez com que, principalmente, o setor de bens de consumo não duráveis, buscasse traçar estratégias e metas para conseguir trabalhar nos canais de distribuição e criar um bom relacionamento com seus distribuidores.

Com o tempo, a necessidade de criar estratégias para aproximar os clientes da marca foi ganhando força.

A importância de colocar em prática as técnicas dessa estratégia para alavancar as vendas do negócio tornou-se essencial para as empresas.

Mas afinal, o que é Trade Marketing?

Neste post você vai entender o conceito, as tendências e inovações deste setor.

O que é Trade Marketing

Para começo de conversa, é importante frisar que o conceito de Trade Marketing está em constante evolução.

Poderíamos definir o trade de várias formas, já que suas ações estratégicas são alinhadas de acordo com as necessidades da empresa.

Mas basicamente, o Trade Marketing é o conjunto de ações focadas no contato entre os consumidores e a sua marca, por meio dos canais de distribuição. Ele representa os esforços feitos para impulsionar as demandas de vendas para o consumidor final com uma estratégia B2B (business to business) de empresa para empresa.

E essa estratégia nada mais é do que incentivar a compra de um produto por parceiros da cadeia de distribuição e gerar demanda e oferta constantes para os consumidores.

Agora que você já entendeu o conceito, vamos mostrar a importância de uma empresa investir em Trade Marketing.

Por que investir em Trade Marketing?

Em um mercado cada vez mais saturado, uma boa estratégia de Trade Marketing pode ser a diferença entre o sucesso de um produto ou não. Dentre tantos motivos que levam as empresas a investirem em Trade Marketing, vamos listar três:

Aumentar a visibilidade da marca

Você já parou para pensar no que torna uma marca mais atrativa em detrimento de outra?

Estratégias de branding têm um papel crucial para despertar o interesse e agregar valor para o consumidor.

Uma marca com estratégias eficientes é capaz de causar uma ótima impressão, superando a expectativa dos distribuidores e consumidores cada vez mais exigentes.

Dedicar uma atenção especial e tratar os distribuidores de uma maneira mais personalizada, também pode garantir a promoção da marca e fazer com que ela ganhe destaque.

Oferecer benefícios como materiais, ou brindes para os seus parceiros de negócios é uma boa tática para que eles continuem dando preferência para promover os seus produtos e não o do concorrente.

No Brasil, o Trade Marketing ficou mais conhecido na década de 90, em um cenário de mercado aquecido e indústrias necessitando de estratégias para aumentar as vendas e otimizar a atuação nos canais de distribuição.

Fortalecer a relação entre quem produz e quem distribui

O Trade Marketing tem o poder de estabelecer e manter um relacionamento mais próximo entre os contatos da cadeia de suprimentos, como a indústria e os PDVs. O resultado é um aumento da motivação no setor dos estoques e nos PDVs.

Aumentar o market share

Market share é como nos referimos ao grau de participação de marca ou negócio específico no mercado. Expandir o market share é a busca da área de marketing e vendas e o Trade Marketing contribui pensando em maneiras de suprir as demandas de todos os envolvidos na cadeia de vendas, trazendo benefícios tanto para os varejistas quanto para as indústrias.

O Trade Marketing garante que o seu negócio venda mais do que os seus concorrentes, com foco na obtenção de resultados e aumento de vendas.fornecimento de seu produto sempre atenda às demandas de todos os envolvidos na cadeia de vendas.

Inovação e tendências em Trade Marketing

Imagine dois tipos diferentes de adoçantes disputando o melhor lugar em uma prateleira no supermercado.

Uma das marcas faz uso de um sistema automatizado que cria gatilhos e ações específicas para cada interação do consumidor com sua marca. Quando você estiver fazendo compras, vai ser impactado por essa marca e não pela outra.

Com o avanço da tecnologia, a tendência é que exemplos como esse aumentem ainda mais. O consumidor está cada vez mais conectado e isto ajuda a ter acesso a muito mais informações disponíveis em diversos canais.

Basta fazer uma pesquisa pelo seu smartphone e o mundo está ao toque de uma tela. Ou seja, ele não precisa mais ir ao PDV em busca do que precisa. Ou se vai, já chega “determinado” a comprar um produto específico, baseado no que viu nas redes sociais, por exemplo.

Como todos os dias podem surgir novidades vantajosas, que poderão contribuir com os seus objetivos, você precisa se adaptar, estar sempre aprendendo algo novo e aplicar as inovações nas vendas.

Vamos ver 5 tendências de Trade Marketing para você se inspirar em 2019?

1. Investir em robôs

Você já pensou em utilizar robôs para interagirem com o shopper  (aquele que faz a compra)?

Isso não é ficção, e sim algo para ficar de olho. Um robô configurado para levar ao consumidor aquilo que ele está procurando, levando em conta as interações e as opções da loja não é algo maravilhoso de se imaginar?

2. Uso da realidade aumentada

A realidade aumentada é a inovação capaz de projetar imagens, gráficos e outros elementos virtuais no mundo real.

Recentemente, a Amazon implementou em seu aplicativo uma função que auxilia na o cliente na escolha de produtos de seu catálogo.

A gigante do comércio eletrônico mostra no vídeo um exemplo do uso de realidade aumentada:

(analisando a viabilidade de inserir esse vídeo no texto, abertos a sugestões de outros)

Através desta tecnologia, as pessoas sabem podem saber como ficará aquele mobiliário dentro de sua casa e podem testar uma nova decoração.

Com um smartphone nas mãos você consegue entrar em uma loja e consultar informações detalhadas de um produto, receber ofertas, entre outros.

3. Usar e abusar da personalização

Quem não gosta de pensar que algo foi feito e pensado especialmente para si? Transmitir a ideia de exclusividade ao consumidor é sinônimo de sucesso.

A Converse, marca de tênis, tem uma “fábrica” na loja, onde é possível escolher a sola, tecido, cadarço, bordados e construir um tênis do zero, totalmente a gosto do comprador. A customização pode ser feita na loja física ou no próprio site da marca.

Loja da Converse aposta em customização total do tênis

4. Criar base rica com dados coletados de seus clientes

Não basta só coletar dados de clientes e ficar com um monte de dados não estruturados ou não aproveitados. Mas muitas empresas ainda não sabem usar da melhor forma esses dados.

Com a ajuda de um software de trade marketing, você pode construir uma base de dados e descobrir, atender e criar novos desejos ao cliente.

5. Merchandising compartilhado

Contratar agências especializadas em Trade Marketing é tendência e já tem seus efeitos positivos comprovados.

Um promotor de vendas do PDV contratado pela agência e não diretamente pela empresa, permite que o profissional trabalhe com várias marcas ao mesmo tempo.

Dentre os benefícios do compartilhamento de tarefas no Trade Marketing estão: não ter que se preocupar com treinamentos extensos, coordenação detalhada de atividades e fiscalizações diárias e até mesmo a economia do formato de contratação e a obtenção de um serviço qualificado.

Notas finais

Durante este post, você viu como o Trade Marketing é importante e capaz de alavancar as vendas da sua empresa.

No Brasil, o Trade Marketing ficou mais conhecido na década de 90, em um cenário de mercado aquecido e indústrias necessitando de estratégias para aumentar as vendas e otimizar a atuação nos canais de distribuição.

Implementando as estratégias corretas, você pode aumentar a visibilidade da sua marca, fortalecer a relação entre quem produz e quem distribui e aumentar o market share do seu produto.

Estar sempre de olho nas tendências e inovações vai fazer com que você ofereça sempre o que há de mais novo e não fique para trás.

Bons negócios!

Autor: rafaello
Publicado há 3 anos

mail_outline
Assine a Newsletter e receba conteúdos exclusivos por e-mail

As pessoas também estão lendo...