4 dicas para economizar tempo e melhorar a performance no trade marketing

4 dicas para economizar tempo e melhorar a performance no trade marketing

Sempre falamos aqui no Blog sobre as mudanças em nossa sociedade. 

Sabemos que a tecnologia é uma grande aliada das empresas, principalmente por facilitar processos e rotinas de trabalho que precisam, cada dia mais, de agilidade e resultados rápidos. 

E é exatamente isso que vamos abordar neste conteúdo. Como economizar tempo melhorar a performance no Trade Marketing é tudo o que queremos e por isso, preparamos 4 dicas super relevantes.

Veja quais a seguir:

Qual a importância de uma boa performance no trade marketing?

Quando a ação planejada pelo time de trade é bem estruturada, é normal que ela acabe performando bem e gerando ótimos resultados para toda a empresa. 

Entretanto, para que se chegue a estes resultados, análises estratégicas de métricas específicas precisam ser feitas previamente.

Como o tempo é um bem precioso para todos, é necessário escolher quais são as melhores métricas a serem analisadas e deixar de lado aquelas que não são relevantes para a estratégia do time de trade marketing

1 – Invista em boas ações de trade marketing

Bons investimentos em ações de trade marketing resultam em mais destaque da empresa no mercado, melhoram o relacionamento da marca com o shopper e, consequentemente, geram maior rentabilidade para a empresa.

Com a coleta e análise dos dados mais importantes, é possível pensar em ações em PDVs que possam atrair a atenção do shopper, como as estratégias de merchandising de sedução que trabalham todos os sentidos, podendo influenciar na sua decisão de compra.

Quanto mais acolhido e abraçado pelo ambiente o shopper se sentir no PDV, maiores serão as chances de ele realizar uma compra por impulso. 

Aposte na criação de um ambiente confortável, com experiências que aguce os sentidos, como aromas, músicas, experiências de paladar, áreas interativas e faça com que o shopper permaneça o maior tempo possível no PDV.

Entretanto, é importante criar um ambiente funcional para o cliente. A decoração não pode atrapalhar a passagem dele pelos corredores. Ao mesmo tempo, invista em decorações chamativas.

Um exemplo é a loja da M&Ms em Nova York. É um ambiente repleto de estímulos visuais, com cores chamativas, diversos produtos, músicas que estão em alta. É mais que apenas um PDV. É uma experiência completa.

Uma vez que o seu time sabe os gostos do consumidor, não precisa perder tempo pensando em ações que mais poderiam chamar a atenção dele. Vá direto ao ponto!

2 – Evite que uma ruptura ocorra

Evitar a ruptura de produtos no PDV é essencial para que dinheiro e o tempo não sejam desperdiçados com uma estratégia ineficiente. De nada adianta os esforços e investimentos se o shopper não consegue achar os seus produtos no PDV. 

Quem não é visto, não é lembrado. Já falamos várias vezes aqui no blog.

Quando o shopper não encontra o que procura, pode procurar por um produto semelhante da concorrência, principalmente se for do tipo de consumidor que compra o primeiro produto que está à vista, não ligando muito para a marca, mas para o produto em si.

Realizar o monitoramento de todo o estoque, periodicamente, mantendo o controle do que entra e sai do PDV, é fundamental! É algo até óbvio, mas ainda é um erro recorrente.  E existem ferramentas que auxiliam nessa tarefa, e em tempo real.

3 – Disponha seus produtos de forma correta nas gôndolas

Da mesma forma que é importante evitar a ruptura nas gôndolas, é fundamental ficar de olho no share de gôndola e no mix de produtos. Assim, o seu time saberá quais produtos colocar lado a lado na prateleira e quanto espaço ele irá ocupar.

É claro que o local mais disputado nas gôndolas é o que fica na visão do shopper, então pense em estratégias para ocupar este posto da melhor forma possível. E pense em produtos que sejam complementares para ficarem próximos. Por exemplo: pregos e martelos, um do lado do outro. Faz sentido, não faz? 

Fugir do óbvio e inovar também pode ser uma ótima saída quando nem sempre é possível ocupar os melhores lugares das prateleiras. Neste caso, cada mínimo detalhe conta. Uma embalagem super criativa ou colocar produtos próximos que ninguém tenha pensado.

O seu time também precisa produzir um planograma que facilite o trabalho dos repositores e promotores de venda. Assim, o tempo gasto nestas atividades será menor e o produto sempre estará disponível para o cliente.

4 – Utilize apps de trade marketing para agilizar a gestão do time

Para que ocorra uma boa gestão do time de trade, os dados são a base de tudo. São eles que mostrarão se as ações estão performando bem e da forma como foram planejadas ou se tem algo ruim que precisa ser melhorado.

Com um app de trade marketing é possível monitorar em tempo real dados como os preços dos produtos, o estoque virtual, se há ruptura nas gôndolas e várias outras funcionalidades. 

Quando a empresa conta com o auxílio da tecnologia para gerir seu time externo, o tempo gasto em coletas de dados e no monitoramento dos PDVs é otimizado e permite até que o time possa pensar em ações emergenciais, caso seja necessário, de forma mais rápida.

Notas Finais

Esperamos que as nossas dicas tenham gerado ideias significantes para agregar a sua estratégia.

Seguindo passos simples, é possível garantir resultados vantajosos para a empresa e seu time de trade marketing.
Para garantir que a performance aumente mais ainda, que tal contratar uma agência de trade marketing e garantir que uma equipe de profissionais preparada fará o serviço de forma mais eficiente? Considere!

Autor: rafaello
Publicado há 3 anos

mail_outline
Assine a Newsletter e receba conteúdos exclusivos por e-mail

As pessoas também estão lendo...