Benchmarking é uma boa estratégia para sua empresa?

Benchmarking é uma boa estratégia para sua empresa?

Comparar é natural em todas as empresas. Seja para saber a posição da marca em relação a concorrência ou visualizar como uma estratégia pode funcionar da melhor forma possível para a empresa.

É neste momento que a estratégia do benchmarking pode ser de grande ajuda!

Você nunca ouviu falar deste termo? Continue lendo o post e saiba mais!

O que é o benchmarking e quais são as vantagens de adotar esta estratégia?

Vamos tentar entender o conceito da palavra antes de ir mais a fundo. Benchmarking é derivado da palavra “benchmark” (“referência” em português) e consiste no processo de avaliação da empresa em relação à concorrência, por meio do qual incorpora os melhores desempenhos de outras firmas e/ou aperfeiçoa os seus próprios métodos.

A partir do que for coletado nesta avaliação, você pode pensar em como desenvolver as melhores e mais eficazes estratégias e ações de marketing para a sua marca. É claro que é necessário medir e interpretar os dados coletados de forma correta.

E não importa o tamanho da empresa. A estratégia de benchmarking é extremamente relevante para que você possa saber o que a concorrência está fazendo. Não importa se é uma ação boa ou ruim.

Assim, você consegue desenvolver as suas ações de marketing com base nos acertos (ou erros) da concorrência e gerar resultados bem melhores para a sua empresa.

O benchmarking pode ter um papel essencial para que você consiga destacar a sua empresa no mercado, gerando uma melhoria em seus processos e insights importantes, como ver onde está melhor ou pior e em que pontos ela pode melhorar.

O que você precisa saber para montar um bom benchmarking em sua empresa?

Temos algumas dicas para ajudar a implementar na sua empresa uma estratégia eficiente de benchmarking. Confira a seguir:

Conhecer as principais empresas da concorrência

Não adianta escolher muitos concorrentes para comparar resultados. Foque em até três concorrentes para monitorar. Preferencialmente, as maiores no segmento.

E se a sua empresa for a líder, não significa que você não precisa continuar monitorando a concorrência! O ditado diz que em time que está ganhando, não se mexe. Mas se reinventar e tentar coisas novas também é bom.

Por isso, observe as empresas “abaixo” também, e sempre tente recriar seus métodos e produtos. O que faz sentido hoje, amanhã pode não fazer.

Ter os principais KPIs definidos

A sigla KPI significa “Key Performance Indicator” (Indicador-chave de Desempenho). São eles os indicadores usados para que você possa avaliar a performance e os resultados gerados para o mercado.

A análise dos KPIs é essencial para as tomadas de decisões na sua empresa. É com eles que você irá embasar a sua estratégia e o plano de ações de marketing.

Por isso, é importantíssimo que as métricas sejam analisadas de forma correta e com precisão. Qualquer pequeno erro na interpretação pode gerar grandes prejuízos durante a ação da estratégia.

Conseguir os dados necessários

Existem diversas ferramentas disponíveis digitalmente para que os dados e resultados da concorrência sejam encontrados.

Você pode encontrar na Internet muitos recursos que podem ser utilizados para realizar a coleta dos dados: redes sociais, sites, blogs, ferramentas voltadas especificamente para isso e até mesmo os dados que os próprios players do mercado divulgam!

É importante ressaltar que é necessário conseguir reunir a maior quantidade possível de dados relevantes para estruturar suas estratégias e ações futuras.

Comparar e analisar todas as informações levantadas

Ao unir todas as informações coletadas, você saberá o que fazer com elas e o caminho que deve ser seguido (ou assim esperamos).

Lembra que falamos no item anterior sobre a importância de coletar dados úteis? É aqui que você otimiza custos e tempo, pois vai conseguir focar nas informações que importam.

Com todas as informações levantadas, chegou o momento de realizar uma análise crítica das ações da concorrência e comparar com o que você e a sua empresa estão fazendo.

Entretanto, na hora de comparar números e criar seus indicadores e metas, é preciso verificar tudo com cautela em suas devidas proporções. Você não deve cobrar um resultado igual ou superior ao da sua concorrência quando tanto a sua empresa como a sua concorrente então inseridas em contextos diferentes.

Considerar os pontos altos e baixos

Após seguir todas as dicas anteriores, você precisa verificar os pontos altos das campanhas não só da concorrência, mas os da sua empresa também.

E sem ignorar o que elas estão fazendo de errado também. Assim, é possível usar o que deu certo como uma referência futura e verificar as falhas para que não se repitam.

Notas finais

E aí? Conseguiu entender mais sobre a estratégia de benchmarking?

Acreditamos que é uma forma eficiente de melhorar os resultados, criando ações de marketing que atinjam o shopper de forma eficiente, aumentando os lucros da sua empresa!
E você pode contar com uma agência experiente de trade marketing para cuidar de toda a sua estratégia de ação, se for o caso.

Autor: rafaello
Publicado há 3 anos

mail_outline
Assine a Newsletter e receba conteúdos exclusivos por e-mail

As pessoas também estão lendo...